OLHA SÓ QUEM ESTÁ NOS VISITANDO!

OLHA SÓ QUEM ESTÁ NOS VISITANDO!
QUE BOM QUE VOCÊ VEIO!

Tomara que você se emocione e deixe um comentário!

Tomara que você se emocione e deixe um comentário!
Só um, vai!!!

Amigas: são as irmãs que escolhemos!

Amigas: são as irmãs que escolhemos!

Esta turma sabe valorizar as emoções!

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Para sempre!

Posted by Picasa
Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.

Carlos Drummond de Andrade

5 comentários:

Anne Lieri disse...

Essa poesia é linda demais!Comove no fundo da alma!Excelente escolha,Soninha!Bjs,

Wanderley Elian Lima disse...

Olá Sônia
Drummond tem poemas para cada situação, esse para as mães é lindo . Porque Deus permite que as mães vão-se embora?
Beijos

Pérola disse...

Sensacional.
Parabéns por tanto capricho e respeito pelos seus leitores.
Obrigado amada.
Beijokas.

Ana Claudia disse...

Eu amoooo...esta poesia!
Bem lembrada aqui, e pertinho do aniversário de todas nós mamães.
Muitos beijos Soninha!

Marcia disse...

Parabéns Soninha,
bela escolha, este poema do Drummond, fala com muito respeito do valor de uma mae.
Beijos com carinho.

Related Posts with Thumbnails

Clique na imagem e...

Conheça meu blog divulgador!